Ibaneis inaugura sexta UPA no DF


Localizada em Vicente Pires, unidade recebeu o investimento de R$ 7 milhões

Fotos; Renato Santos

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, entregou à população a sexta Unidade de Pronto Atendimento (UPA) construída neste governo. Localizada na Rua 10 quadra 4D, Chácara 135, Vicente Pires, a unidade recebeu o investimento de R$ 5,3 milhões em obras e R$ 1,7 milhão em equipamentos e mobília, totalizando R$ 7 milhões repassados pela Secretaria de Saúde do DF ao Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF), que administrou a construção e vai gerir o funcionamento da UPA.

A primeira UPA inaugurada neste governo foi em Ceilândia em 24 de setembro de 2021, a segunda no Paranoá em 18 de outubro, a terceira no Gama em 27 de outubro, a quarta no Riacho Fundo II em 18 de novembro, a quinta em Planaltina em 8 de dezembro e a sexta a unidade em Vicente Pires. A próxima, em breve, será entregue em Brazlândia, totalizando sete novas UPAs.

"Quando assumimos lá no início do governo, nós tínhamos [como objetivo] a busca pela melhoria da saúde do Distrito Federal. E saímos de seis UPAs no DF e vamos chegar a 13 UPAs. Nós mais que dobramos a capacidade de atendimento. Cada UPA atendendo 4,5 mil pessoas por mês. São 30 mil atendimentos a mais feitos às famílias do Distrito Federal", ressaltou o governador, ao elogiar o esforço dos trabalhadores do IGESDF e da Secretaria de Saúde.

"Ao todo, o investimento total para construir as sete novas UPAs é de aproximadamente R$ 51 milhões. Foi proporcionado emprego e renda para mais de 1000 profissionais que foram contratados pelo IGESDF para abrir essas unidades", disse a diretora-presidente substituta do IGESDF, Mariela Souza. Segundo ela, para cada UPA, foram contratados por processo seletivo feito pelo IGESDF cerca de 150 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos e outros colaboradores que vão atender os pacientes.

Durante o evento, o secretário de Saúde do DF, Manoel Pafiadache, agradeceu pelo apoio do governador, que tem dado suporte para que as entregas na saúde sejam feitas.

Também participaram do evento ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda; o secretário de Governo, José Humberto; a deputada federal, Celina Leão; o deputado distrital Jorge Viana; entre outras autoridades.

INFRAESTRUTURA – A UPA Vicente Pires possui uma área de 1,2 mil metros quadrados e conta com dois leitos de atendimento crítico emergencial na Sala Vermelha, seis leitos de observação e um leito de isolamento na Sala Amarela, 10 poltronas de medicação/inalação e reidratação na Sala Verde e três consultórios. Possui uma sala para classificação de risco.

O IGESDF equipou a unidade para realizar exames laboratoriais de urgência, eletrocardiografia e raio-X. O equipamento de raio-x e o laboratório não são obrigatório nas UPAs, conforme normatização do Ministério da Saúde. Mas o IGESDF decidiu oferecer mais esses serviços.

ATENDIMENTO – As UPAs funcionam 24 horas todos os dias. Atendem casos de urgências e emergências de clínica médica, como pressão alta, febre alta, sintomas respiratórios como falta de ar, desmaio, convulsão, diarréia aguda, infecção do trato urinário, dor abdominal de moderada a aguda e complicações cardiológicas e neurologistas, como infarto e AVC.

Os médicos prestam socorro, prescrevem medicamentos e exames e analisam se é necessário encaminhar os pacientes a um hospital, mantê-lo em observação por 24 horas ou dar alta após o atendimento.

Todas as novas UPAs também têm Sala de Ensino, onde os profissionais recebem treinamentos e cursos de atualização permanentes fornecidos pela Diretoria de Inovação, Ensino e Pesquisa.
Compartilhar

Por: Rainne Del Sarto

0 comentários:

Postar um comentário