Pré-candidatos do PL reagem contra intriga “plantada” por Fraga

O mal-estar se instalou no Partido Liberal do DF, neste domingo (10), legenda comandada pela deputada Flávia Arruda, candidata ao Senado, pela chapa do governador Ibaneis Rocha(MDB)

Fotos: Facebook.

A intriga foi "plantada" pelo ex-deputado Alberto Fraga, filiado ao partido.

Em declarações feitas por Fraga, em um "programa patrocinado" da rádio Metrópoles, o ex-deputado, que tenta uma vaga na Câmara Federal, chamou as ações do governo como "um desastre".

Disse ainda que Ibaneis teria que "adular" Flávia Arruda para não ser candidata ao governo.

As declarações de Fraga, que faz uma oposição hostil e pessoal contra o governador Ibaneis, criou uma reação em cadeia no Partido Liberal.

O secretário-geral do PL, Bispo Renato, disse ao Radar que o ex-deputado, filiado ao PL, não fala pelo partido e que as posições dele não refletem o pensamento partidário.

"Reitero que o PL do Distrito Federal irá marchar ao lado de Ibaneis Rocha e que a deputada Flávia Arruda, presidente da legenda, será candidata a senadora na chapa do governador. Esse é o acordo e o partido terá que seguir nessa linha", disse o Bispo Renato.

O comportamento de Fraga, criou um grande embaraço político para Flávia Arruda, que se encontra fazendo uma cirurgia estética em São Paulo.

O Partido Liberal, que faz parte da base aliada, é a legenda que detém centenas de cargos no governo Ibaneis Rocha, desde o início da gestão.

Flávia Arruda teria sido cobrada, ontem mesmo, pela maioria dos pré-candidatos, filiados e de membros da direção do PL, para uma posição pública em relação ao fato.

Os pré-candidatos cobram ainda uma posição mais firme de Flávia em apoio à reeleição do emedebista Ibaneis Rocha.

Outros, acreditam que Fraga esteja fazendo o papel de pau-mandado de alguém do próprio partido, o que pode tornar a relação, até agora harmoniosa, em desagregadora entre os integrantes da legenda.

O partido tem a ex-secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, que concorre a uma vaga de deputada federal.

Ela também teria reagido contra a postura de Fraga no partido.

Tem ainda o Bispo Renato, secretário-geral do PL e ex-administrador de Taguatinga, que concorre a uma vaga na Câmara Legislativa, além do atual secretário de Governo, José Humberto Pezão.

Por meio de Ibaneis, o PL ainda ganhou o reforço de deputados distritais da base como Reginaldo Sardinha, Agaciel Maia e Daniel Donizet, todos com cargos no governo.

No atual contexto, ninguém quer ser "traíra de burca".

Com informações do Radar DF
Compartilhar

Por: Rosângela Chimiti

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

0 comentários:

Postar um comentário